GIRO DE NOTICIAS

CIDADES

Featured Post (Slider)

POLITICA

Java

.:::.BLOG DO PROFESSOR JOSA.:::.

Test Footer 2

ENTRETENIMENTO

Movie Category 3

Movie Category 5

Publicidade


Sub menu section

Publicidade

POLICIAL

POLITICA

GALERIA DE FOTOS

PARAIBA

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Vice-presidente da Fifa morre aos 82 anos em Buenos Aires

 Morreu nesta quarta-feira (30), aos 82 anos, o presidente da Associação de Futebol da Argentina (AFA) e vice-presidente da Fifa, Julio Grondona. Com problemas cardíacos, ele foi internado nesta madrugada no Sanatório Mitre, em Buenos Aires, e morreu às 12h50, antes da cirurgia.

Julio Grondona é considerado uma instituição na Argentina porque foi presidente da AFA desde 1979, permanecendo no cargo durante o regime militar e em todos os governos democráticos, desde a queda da ditadura em 1983. A associação decretará sete dias de luto pela morte de seu dirigente. Com isso, é possível que sejam suspensas todas as partidas programadas para este fim de semana o país, em todas as categorias do futebol argentino.

Um dos filhos de Grondona, Humberto, foi acusado de envolvimento em um esquema de venda irregular de ingressos para os jogos da Copa do Mundo deste ano, disputada no Brasil.

Em sua conta no Twitter, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse que ficou “muito triste com a perda do grande amigo”. Blatter enviou um abraço a família e desejou que Grondona descanse em paz.

No Brasil, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, e o vice-presidente da entidade, Marco Polo Del Nero, também lamentaram a morte de Grondona. “É uma perda muito grande para o futebol”, disse Marin, ao enviar mensagem de conforto à família. Marin ainda determinou que, hoje e amanhã (31), seja observado um minuto de silêncio nas partidas de torneios da CBF.

Agência Brasil

Gurinhém: Prefeito determina a suspensão do trabalho dos diaristas que estão há dois meses sem receber

Informações chegadas da cidade de Gurinhém dão conta de que o prefeito Tarcísio de Saulo (foto) determinou que a secretaria de infraestrutura mandasse parar o trabalho realizado pelos diaristas, que estão há meses sem receber seus proventos. "O prefeito de Gurinhém tem desprezado cada vez mais a cidade. O povo já não aguenta mais de tanto sofrer com o caos administrativo que toma conta de nosso município na gestão de Tarcísio", disse o vereador Itamar Ribeiro.


Da redação

Palmeiras bate Fiorentina, vence a segunda com Gareca e empata duelo na Copa Euroamericana

No Campeonato Brasileiro, o desempenho do Palmeiras sob o comando de Ricardo Gareca é desastroso, com três derrotas em três partidas. Porém, em outras competições, a situação é oposta. O time alviverde bateu o Avaí pela partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil e, nesta quarta-feira, superou a Fiorentina-ITA por 2 a 1, no Pacaembu, em confronto válido pela Copa Euroamericana.
Com a vitória brasileira, a competição está empatada, com 4 vitórias de times europeus e 4 triunfos de equipes das Américas. O jogo também fez parte das comemorações pelo centenário do Palmeiras, e proporcionou uma homenagem ao ex-árbitro Wilson Luiz Seneme, que deu adeus aos gramados em fevereiro deste ano. O argentino Allione, recém-chegado ao Palmeiras, ainda fez a sua estreia com a camisa do clube.
Aproveitando sua melhor condição física, já que a Fiorentina está em pré-temporada, o Palmeiras foi superior no primeiro tempo. Aos 13 minutos, Victor Luis arriscou de longe e acertou o canto do goleiro Neto, anotando um belo gol. Pouco depois, aos 35, Leandro fez bela jogada e ampliou.
A Fiorentina descontou aos 28 do segundo tempo, com Rossi, ainda teve chance de empatar, mas não foi eficiente. Assim, mesmo com titulares poupados, o Palmeiras fez a festa de seus torcedores na fria noite paulistana. O clube alviverde recebeu o troféu Julinho Botelho, homenagem ao ex-atacante e ídolo de Palmeiras e Fiorentina.
Depois do resultado positivo, o Palmeiras tenta desencantar no Campeonato Brasileiro. Ricardo Gareca busca a sua primeira vitória na competição nacional no próximo domingo, quando a equipe alviverde recebe o Bahia no Pacaembu, pela 13ª rodada. O Palmeiras, atualmente, ocupa a 12ª posição na tabela, com 13 pontos.
O jogo
Ricardo Gareca preferiu nem trazer Wendel, Tobio, Renato, Felipe Menezes, Mouche e Henrique para a partida e armou o time no 4-2-3-1, com Josimar e Wesley como volante, Allione estreando no corredor pela direita na linha que tinha Mendieta centralizado e Leandro pela esquerda, com Érik mais à frente, mas se mexendo para ajudar na dinâmica da equipe.
Mas tudo isso pouco virou prática nos primeiros minutos. A Fioretina, em pré-temporada, já não colocou o centroavante Mario Gomez nem no banco, deixou o colombiano Cuadrado de férias e teve alguns de seus principais nomes na reserva. Mas os 11 escolhidos foram suficiente para acuar o Verdão e tocar a bola como quisesse no campo de ataque.
A troca de passes era fácil, principalmente explorando o setor que Weldinho deveria proteger, já que Victor Luis cumpria bem sua função defensiva pela esquerda. Pela direita da defesa alviverde, os italianos perderam um gol de forma inacreditável aos 11 minutos, quando Ilicic recebeu de calcanhar dentro da área e deixou Babacar com as redes praticamente vazias à frente, e o senegalês conseguiu errar.
O Verdão, jogando de azul, atacava bem menos, mas mostrou mais eficiência. O toque de bola que Allione tentou implementar deu certo em inversão do argentino para Victor Luis, com liberdade na intermediária, dominar e bater com precisão no canto esquerdo do goleiro brasileiro Neto, abrindo o placar em belo gol aos 13.
O clube de Florença continuou no ataque, mas o gol de Victor Luis encheu os anfitriões de confiança. O Palmeiras tinha sempre mais de um jogador para dificultar a vida de qualquer adversário que ultrapassasse o meio-campo e conseguiu ter a bola por mais tempo para se posicionar como pedia Gareca.
O Verdão aparecia mais na grande área e levantava a torcida com qualquer lance de efeito. Wesley se aproveitava, gingando, trocando a bola de um pé para outro e, enfim, recebendo aplausos por uma atuação. Para ampliar o placar, bastava um contra-ataque eficiente, e veio em jogada individual de quem menos se esperava.
Aos 35 minutos, Leandro, que pouco tem se mexido e tem recebido vaias sempre que pega na bola, rebateu as críticas com qualidade. Partiu do meio-campo passando por quem estivesse à frente, e chegou à frente do goleiro para marcar um golaço, batendo na saída de Neto para balançar as redes. Pareceu nem comemorar.
O Palmeiras, pela primeira vez sob o comando de Gareca, foi para o intervalo sorrindo. E voltou melhor. Com 2 a 0 e confiança, os comandados do argentino iniciaram o segundo tempo dificultando a saída de bola italiana, parecendo disposto a definir uma vitória que injeta tranquilidade no time que está a três pontos da zona de rebaixamento do Brasileiro.
Logo aos três minutos, Josimar, que continuou fazendo a torcida sofrer com erros bisonhos para dominar e tocar a bola, chutou com perigo e forçou Neto a espalmar para escanteio. A Fiorentina, então, passou a tirar alguns de seus principais atletas do banco, como Vargas, Rossi e Pizarro. O Verdão, por sua vez, trocou Mendieta e Érik por Patrick Vieira e Bernardo.
Mas foi Rossi quem deu esperança aos italianos. Um minuto após entrar em campo, o meio-campista lançou para Pasqual entrar na grande área e acertar a trave de Fábio, acordando o Palmeiras para a possibilidade de perder um amistoso que serviria para gerar tranquilidade.
Tocando a bola com qualidade, a Fioretina voltou a habitar quase que permanentemente o campo do Verdão, que só foi responder com perigo em finalização de fora da área de Bernardo que Neto mostrou qualidade para rebater, aos 20. Mas era pouco para um time que voltou a errar bastante, como os europeus desejavam.
Mazinho e Léo Cunha já estavam no lugar de Wesley e Allione quando Babacar arrancou pelo meio e tocou para Rossi mostrar qualidade, desviando a bola do corpo de Fábio e descontando para a Fiorentina, aos 27 minutos do segundo tempo. A festa palmeirense sofria um real perigo.
Mais preocupado em testar seus jogadores, Gareca promoveu a estreia de Victorino, zagueiro uruguaio que sofre com lesões e não entrava em campo desde setembro de 2012. Torcedores gritavam "aleluia", e logo perceberam que precisavam da qualidade do defensor para segurar os visitantes. Com todos os seus jogadores atrás do meio-campo, o Palmeiras segurou uma vitória que não vale pontos, mas pode significar paz.
ESPN Brasil

Agência bancária é explodida em Itatuba; bandidos fizeram ação coordenada para distrair a Polícia

Uma agência bancária do Bradesco foi explodida no município de Itatuba por volta das 4h da manhã desta quinta-feira (31). Na mesma hora, bandidos atiraram contra as viaturas da Polícia Militar na cidade.
Segundo informações, a tampa do cofre ficou cravada na parede do lado oposto, tão forte foi a explosão. Todas as viaturas da cidade ficaram danificadas.
A PM iniciou ronda na direção de aroeira, para onde os bandidos teriam ido.

Pedro Callado / Vinicius Henriques

Vasco volta a vencer a Ponte Preta e avança para as oitavas da Copa do Brasil

A exemplo do que fizera na partida de ida, em Campinas, na última semana, o Vasco uma vez mais se impôs diante da Ponte Preta. Fora de casa, o Cruz-Maltino havia vencido por 2 a 0 e, por isso, entrou em campo nesta quarta, em São Januário, podendo até perder por um gol de diferença. Mas o time carioca garantiu sua classificação às oitavas de final da Copa do Brasil com um novo triunfo, desta vez por 2 a 1. Douglas e Rafael Costa, contra, marcaram os gols do Vasco. Cafu, numa pintura, fez o gol do time de Campinas. O público foi de 7.024 pagantes (7.734 presentes). A renda somou R$ 153.500,00.
O confronto da próxima fase não está definido, pois o sorteio para definir as chaves das oitavas de final ainda será realizado. Pela Série B, o Vasco volta a campo no próximo sábado, para encarar o Paraná Clube, outra vez em São Januário. A Ponte Preta joga no mesmo dia, pela mesma competição, contra o Sampaio Corrêa, no Maranhão.
Vasco erra menos e define jogo
Assim como no jogo de ida em Campinas, o Vasco sobrou no quesito posse de bola nos 45 minutos iniciais: 65% contra 35% da Ponte. Também superou o adversário no número de finalizações (6 a 4), nos acertos de passes (204 a 76) e errou menos (14 a 22). Logo, fez por merecer os 2 a 1 construídos na etapa. Abriu o placar, aos 20 minutos, após entrada estabanada de Luan em Dakson dentro da área. O zagueiro pontepretano acertou a bola e o rival. Segundo o comentarista de arbitragem Arnaldo Cezar Coelho, pênalti bem marcado. Douglas bateu deslocando o goleiro Roberto e fez 1 a 0. O empate da Macaca foi uma pintura, mas surgiu após erro grave de Rodrigo, que se enrolou todo e entregou para Cafu. O atacante conduziu bem a bola e encobriu Martín Silva. Três minutos depois, falha ainda mais grave recolocou os anfitriões em vantagem. Douglas bateu escanteio, e o centroavante Rafael Costa cabeceou contra o próprio patrimônio.
A Ponte Preta, apesar da participação tímida no primeiro tempo, foi vítima de erros da arbitragem, segundo Arnaldo Cezar Coelho. Para ele, o lateral-direito vascaíno Carlos Cesar poderia ter recebido amarelo em dois lances. No primeiro deles, inclusive, fez Alef ser substituído. O camisa 7 da Macaca foi para um hospital próximo a São Januário com suspeita de fratura no tornozelo esquerdo. Mais relevante foi a não marcação de um pênalti de Fabrício no mesmo Alef. O vascaíno, fora da disputa da bola, logo no início do jogo, largou o cotovelo no adversário dentro da área.
Alef Vasco e Ponte Preta (Foto: Marcello Dias / Futura Press)Carlos Cesar pega Alef, da Ponte Preta: jogador precisa deixar a partida (Foto: Marcello Dias / Futura Press)
Banho-maria e Vasco melhor outra vez
Na volta do intervalo, o Vasco fez uma mexida. Kleber, muito parado, deu lugar a Lucas Crispim. A Ponte trocou Adrianinho por Rodolfo. As mudanças não mudaram o panorama do duelo, que tinha o Cruz-Maltino ainda como líder das ações. Consciente, o time de Adilson fez o tempo passar sem grandes sustos e, mesmo em marcha lenta, finalizou oito vezes. Em três delas, levou muito perigo. O lance mais relevante se deu em cobrança de falta de Rodrigo. Soltou uma bomba, no rebote Douglas colocou na cabeça de Fabrício, que carimbou o travessão. Em seu melhor momento, a Ponte Preta chegou a balançar a rede, mas a arbitragem acertou ao anular o lance por impedimento. No fim, festa vascaína na Colina no encerramento da "trilogia" contra a Macaca. Além dos dois jogos pela Copa do Brasil, as equipes fizeram no último sábado, em Campinas, uma partida válida pela Série B que terminou empatada por 0 a 0.
globoesporte

Candidatos a governador se reúnem com coordenações de campanha e se enfrentam em debate nesta quinta-feira

candidatosOs candidatos a governador da Paraíba dedicam a quinta-feira (31) para reuniões com as coordenações de campanha a fim de se prepararem para o primeiro debate na TV entre os postulantes ao Palácio da Redenção. Confira a agenda:
Antônio Radical  (PSTU) – pela manhã e à tarde, prepara-se para debate. À noite, participa de debate entre candidatos em uma TV da capital.
Cássio Cunha Lima (PSDB) – reúne-se com a coordenação de campanha pela manhã e à noite. À noite, participa de debate em uma TV da capital.
Major Fábio (PROS) – reúne-se com a coordenação de campanha pela manhã. À tarde, prepara-se para debate. À noite, participa de debate em uma TV da capital.
Ricardo Coutinho (PSB) – participa de debates entre candidatos a governador em uma TV da capital.
Tárcio Teixeira (PSOL) – À tarde, concede entrevista de rádio em João Pessoa. À noite, participa de debate entre candidatos.
Vital do Rêgo Filho (PMDB) – À tarde, participa de programação com o PMDB Jovem, em João Pessoa. À noite, participa de debate entre candidatos a governador.



Com blog do Gordinho
 
Copyright © 2014 .:::.BLOG DO PROFESSOR JOSA.:::.Seguro Desenvolvido Por Netinho Soluções Web.